o anjo da morte



Capitulo I - Ouija

Dia 30 de outubro de 2009, hoje faz um ano da morte da minha melhor amiga Angie Stuart. Uma morte que donfundiu toda a cidade, porque os peritos disseram que ela foi morta por um animal, pois foi encontrada sem sangue no interior do corpo e manchas vermelhas pelo corpo, que foi dilacerado em vários pequenos pedaços. Mas o que um animal faria numa filial do Burguer King, em pleno Halloween? Nem eu, nem Paul - meu namorado -, Jack - o namorado dela -, Lily, Izie, Matt ou Cole, acreditam que que tenha sido um animal, isso é História para boi dormir. Até porque ninguém seria capaz de fazer mal a ela. Angie era adoravel, com seus cabelos loiros e seus olhos azuis como o oceano, além de ser uma pessoa maravilhosa. Por isso, resolvemos nos encontrar em seus lugar preferido, o quarto para tentarmos fazer um jogo de espiritos e descobrir quem foi capaz de mata-la. Entramos escondidos em seu quarto, silenciosamente - sua mãe tinha se mudado com o resto da família, mas não vendeu a casa. Preparamos o tabuleiro, posicionei - eu seria a mediadora - o copo vrigem no centro, papel e caneta ao lado. as velas estavam todas acesas em volta de nós que formavamos um circulo sentados. Olhei para os meus amigos incerta do que iamos fazer, mexer com espiritos é meio ruim, e se aparecesse um espirito do mal. Bom, para isso eu troxe a erva-doce e a salvia, peguei-as na mochila e acendi como um incenso. Espalhei pastante a fumaça e posicionei ao lado do tabuleiro.
- Para que isso? - Perguntou Izie, mechendo nos cabelos cor de areia.

- Para não atrair espiritos do mal.

- Mas assim, a Angie pode não vir ...
- Disse ela chorosa. Nem todas as louras são burras, a A. é prova disso, mas a Izie me irrita por não usar seus neoronios.

- Você acha memso que a nossa Angie, a criatura mais gentil e boa do mundo não vai vim por causa da salvia que só espanta espiritos ruins? - Nem sei se ela entendeu, mas não quis carregar o ambiente. Ele precisava estar limpo. Depois que terminei me sentei de frente para o tabuleiro. Escolhemos esse dia por ser o aniversário de morte dela e principalmente por ser Halloween, quando o véu entre o mundo dos mortos e dos vivos está mais tenue.
- Esta pronta Kara? - Paul pos uma mecha do meu cabelo castanho atrás da orelha. Eu assenti seria, olhando meu namorado gato e forte, campeão de futebol junto com os meninos, com cabelo

- Tem certeza?- Ele me olhou, os olhos cor de mel eram capazes de ler minha alma.
- Você não precisa fazer isso

- Eu preciso e quero. A. é minha melhor amiga, eu devo a ela ! - Praticamente berrei. respirei fundo, tentei mater o controle.
- Então comece - Pediu por fim.
Por favor Angie, por favor mesmo, apreça. Eu preciso, nós precisamos... Só aparece, amiga. Só responda nossa perguntas. Por favor! Fiz uma prece silenciosa e comecei.
- Tem algum espirito neste quarto?



________________________________

oi amores! essa historia é para o concurso do dia do escritor do Once Upon a Time.
Hope you enjoy it ;*

Um comentário:

  1. eu gostei....quero le o resto heim. vou ficar esperando ^^

    ResponderExcluir

 
By Biatm ░ Cr�ditos: We ♥ it * Dicas e tutoriais da Jana